Sistema Sapre do TJMS já está sendo usado no Judiciário de Rondônia

Na última semana, servidores do TJRO estiveram no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul para buscar mais informações sobre o Sistema de Administração de Precatórios (Sapre), criado pelo Judiciário de MS como ferramenta de gerenciamento de precatórios orçamentários e Requisição Orçamentária de Pequenos Valores (ROPV). Em dezembro de 2017, uma equipe de Rondônia e, também, do Ceará vieram conhecer o sistema e foram recebidos pelo vice-presidente do TJ, Des. Julizar Barbosa Trindade, responsável pela tramitação dos precatórios e ROPVs em MS. Desta vez, vieram de Rondônia o analista de TI Paulo Henrique Guyss e o contador Iran Soares da Silva para tirar mais dúvidas, com o objetivo de utilizar todas as funções do sistema Sapre na Corte rondoniense. Segundo eles, foram aparecendo mais dúvidas durante o processo. “Depois de conhecer o Sapre iniciamos o seu uso e agora voltamos para buscar mais esclarecimentos para adequar à nossa realidade”, disse Paulo Henrique. Segundo Iran Soares, houve um momento em todos os Tribunais que se buscava uma solução tecnológica para dar vazão ao trabalho com precatórios e ROPVs. “Nós chegamos a visitar outros Estados (MG e RJ) buscando ideias. Foi então que viemos a Mato Grosso do Sul, em dezembro de 2017, quando foi apresentado o Sapre e constatamos que o sistema atende as nossas necessidades, por ser inovador. Ficamos muito satisfeitos com esta ferramenta que é robusta”, explica Iran Soares. O Sistema de Administração de Precatórios (Sapre), criado e implantado no TJMS, é um sistema didático e de fácil manuseio, permitindo celeridade na prestação jurisdicional e na liquidação dos Precatórios e ROPVs. Por meio da ferramenta, é possível encaminhar eletronicamente o ofício precatório, identificar e separar automaticamente as requisições em ROPVs e orçamentário, ordenar cronologicamente os precatórios para pagamento, registrar todas as ocorrências, tais como amortizações, penhoras e cessões de crédito, além de realizar os pagamentos com as devidas retenções e recolhimento dos tributos. Desta forma, o trabalho dos servidores ganha agilidade, considerando que esta gestão informatizada, implantada desde 2012, por um trabalho realizado pelo Departamento de Precatórios em conjunto com a Secretaria de Tecnologia da Informação do TJMS, agiliza também os recolhimentos dos tributos, como Imposto de Renda e contribuições previdenciárias. O sistema permite também o pagamento de honorários aos advogados, deixando, ao final, líquido de descontos o valor que será destinado ao autor, que receberá em uma conta bancária, por ele indicada, proporcionando transparência e total legalidade ao procedimento.
16/05/2018 (00:00)
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  20755